Redução de risco no Timbó

Em janeiro deste ano, a PMJP conseguiu resolver um problema histórico da capital paraibana com a entrega de 136 apartamentos para moradores de áreas de risco da comunidade do Timbó.

Aproximadamente 600 pessoas foram beneficiadas pela ação, que além da moradia segura, também contou com obras de infraestrutura, como a pavimentação de ruas e a contenção de encostas, solução para problemas de deslizamento de barreiras e alagamentos. No total, foram investidos R$ 14,5 milhões.

A retirada de famílias de áreas de risco tem sido uma preocupação da prefeitura, que em setembro passado entregou 856 unidades habitacionais no Vale das Palmeiras, no Cristo Redentor. Foram investidos R$34 milhões para que as famílias ganhassem uma moradia segura.

Em junho passado, foi a vez de 45 famílias ganharem novas residências e deixarem a área de risco onde viviam na comunidade Gadanho, em Tambiá. Cerca de 200 pessoas foram beneficiadas. Contemplando obras de infraestrutura no local, a ação foi orçada em R$ 1 milhão, custeados com recursos próprios e do Programa de Subsídio Habitacional de Interesse Social (PSH) do Ministério das Cidades.

As moradias com acessibilidade para pessoas com algum grau de deficiência também são uma preocupação do governo municipal. Em setembro do ano passado, foram entregues, na Ilha do Bispo, 24 moradias adaptadas para pessoas com deficiência. As unidades beneficiaram cerca de 120 pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *