Em 500 dias, 2.300 moradias

A Secretaria Municipal de Habitação Social (Semhab) realizou na manhã de ontem o sonho da casa própria para 288 famílias. Com a entrega do conjunto habitacional, localizado no Colinas do Sul, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) chega ao número aproximado de 2.300 moradias entregues nessa gestão.

Foram aproximadamente 1.200 pessoas beneficiadas pelas novas casas. As famílias que receberam os 288 imóveis do Jardim das Colinas foram selecionadas por sorteio, obedecendo ao critério de baixa renda, ou seja, recebendo menos de R$ 1.600,00.

Entre os critérios, também é considerada a quantidade de filhos, mães que são chefes de família, deficientes e idosos. Os apartamentos entregues para famílias com algum portador de deficiência têm cômodos adaptados às suas necessidades, sendo que o Jardim das Colinas possui 18 apartamentos desse tipo.

Um dos apartamentos adaptados foi ocupado por Inácia Silva, de 99 anos. Ela contou que morava com a neta, Joelma Santos, de 47 anos, em um apartamento alugado, mas já iam deixar o local por não ter condições de pagar o valor do aluguel. “Agora tenho minha casinha e vou ficar em paz. O lugar é lindo”, avaliou.

A dona de casa Sineide Rodrigues, de 23 anos, também foi beneficiada com um novo lar. Antes, ela morava de forma irregular no prédio do INSS, no Centro. “A sensação de medo era grande o tempo todo. Agora, se Deus quiser, isso vai mudar. O apartamento é maravilhoso”, afirmou.

No ato do contrato, os contemplados com os apartamentos também puderam optar pelo recebimento do cartão do programa Minha Casa Melhor, do governo federal. O cartão garante crédito de R$ 5 mil para a compra de móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos.

Durante a entrega dos apartamentos, os novos moradores puderam ter acesso a uma ação social organizada por diversos setores da prefeitura. No local, eles puderam contar com os serviços do Balcão de Direitos, Bolsa Família, Programa Nacional de Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), Centro de Referência em Assistência Social (Cras) e Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), além de receber orientações de saúde bucal, nutrição e educação física.
A Estação Digital Móvel levou internet gratuita, e as crianças ainda puderam participar de diversas atividades recreativas, como oficinas de pintura e apresentações teatrais. A população ainda contou com serviços de corte de cabelo e design de sobrancelha.

O residencial possui 18 blocos com imóveis de cerca de 60 m², incluindo as áreas privativas e de uso comum, que contam com sala, dois quartos, banheiro, cozinha e área de serviço.

Os moradores ainda terão acesso a um salão de festas com banheiros e cozinha e uma quadra de futebol de areia. O empreendimento custou um total de R$ 20 milhões e foi financiado com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), do governo federal por meio do Ministério das Cidades.

Além de receberem as casas, os moradores também serão beneficiados com ações de mobilidade, saúde, lazer, cultura e educação. Duas semanas antes, a PMJP entregou, no mesmo bairro, uma creche com capacidade para receber 120 crianças. A intenção é garantir que, além da casa própria, o cidadão tenha acesso a tudo que é necessário para melhorar suas condições de trabalho e qualidade de vida.

Outros nove conjuntos habitacionais estão sendo construídos pela Semhab, que juntos totalizarão 6.250 moradias. Os próximos a serem entregues serão o Timbó-Taipa/Nova Vida, previsto para junho, e o Residencial Vieira Diniz, previsto para agosto. Além disso, a construção de mais cinco mil residências está em processo licitatório.
Para a Semhab, o projeto do Colinas do Sul não é só de pedra e cal. Junto a ele há um posto de saúde, uma creche referência, uma praça com quadra poliesportiva, e a mobilidade também está sendo cuidada, a exemplo do passe livre para os estudantes da rede municipal de ensino.

As ações da Secretaria de Habitação Social são integradas com outras secretarias municipais, como as secretarias de Desenvolvimento Social (Sedes), de Planejamento (Seplan) e de Desenvolvimento Urbano (Sedurb).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *