Refeições diárias em cinco cozinhas

Para enfrentar a fome e a desnutrição no município de João Pessoa, a PMJP criou o Programa de Cozinhas Comunitárias, que garante 22 mil refeições mensais nas cinco cozinhas mantidas nas comunidades Bela Vista (Cristo Redentor), Timbó (Bancários), Bairro dos Novaes e Residencial Gervásio Maia e no Conjunto Taipa.

Cada cozinha oferece 200 refeições diárias a uma população em situação de alta vulnerabilidade, formada por crianças, adultos e pessoas idosas. A cada mês, o quadro nutricional das crianças e adolescentes usuários das cozinhas é avaliado pelo Sistema de Avaliação Nutricional (Sisvan).

Para a Secretaria do Desenvolvimento Social, as informações do Sisvan acabam constituindo um poderoso instrumento para auxiliar no controle social, pois fornecem o diagnóstico da situação de saúde e nutrição de grupos populacionais específicos ou da população em geral. Com base nas informações, é possível verificar a extensão e o efetivo impacto das políticas públicas.

Outra política na alimentação é o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que tem por objetivo promover o acesso a alimentos pelas populações em situação de insegurança alimentar, e também fortalecer a agricultura familiar garantindo aos agricultores a compra da sua produção.

Até o final do ano, está previsto que o PAA invista cerca de R$ 1,7 milhão para aquisição de mais de 500 toneladas de gêneros alimentícios destinados ao abastecimento do Banco de Alimentos, para posterior doação.
Os produtos são advindos da compra direta de 323 agricultores que aderiram ao Termo de Adesão 2014, dos municípios de Alhandra, Pitimbu, Pedras de Fogo e do Cinturão Verde (compreende a aquisição dos produtos de 19 agricultores familiares desta região).

Além de distribuir alimentos para as cinco cozinhas comunitárias, o Banco de Alimentos faz doações a aproximadamente 120 entidades socioassistenciais (associações de moradores, instituições religiosas, hospitais filantrópicos e públicos e organizações não governamentais).

A política de segurança alimentar também abrange a manutenção de um restaurante popular no Parque Solon de Lucena (Lagoa), que distribui 1.400 refeições diárias ao preço simbólico de R$1. No restaurante, também são realizadas ações bimestrais voltadas para a saúde e cultura em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *